quinta-feira, 14 de março de 2019

Abandono dos pais, bullying e obsessão por games marcaram vida de atirador

A mãe de um dos atiradores que invadiram a escola estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, afirmou ontem (13) que o filho abandonou os estudos a um ano de concluir o ensino médio, por sofrer bullying.

Tatiana Taucci, mãe de Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, disse à Folha de S. Paulo que a família não desconfiava que o jovem tivesse qualquer comportamento violento. No entanto, ele dedicava muito tempo à internet e aos jogos de computador.

A mãe do jovem enfrenta problemas de dependência química, o que o levou a ser criado pelos avós. Com a morte da avó, quatro meses atrás, Guilherme passou a dar sinais de tristeza permanente.

15 comentários:

  1. QUE MARAVILHA QUE ESSES ALUNOS SEGUIRAM O EXEMPLO DO SEU PROFESSOR E EXEMPLAR LIDER, JAIR BOLSONARO!! ESPERO QUE NOSSOS FILHOS,FILHAS,NETOS E NETAS , TAMBÉM SIGA O EXEMPLO DE NOSSO LÍDER AMANTE DAS ARMAS DE FOGO E DA VIOlÊNCIA E DA CRUELDADE. NÃO É MESMO NOSSA QUERIDA MARIELE ? COVARDEMENTE MORTA PELOS "FUNCIONÁRIOS" DE MILÍCIA A MANDO DOS SEUS CHEFES PODEROSOS , AGORA NO PODER!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VOCÊ SÓ PODE SER IDIOTA, DÉBIL MENTAL...

      Excluir
    2. Então ensina teus filhos a seguir os exemplos da ideologia Petista de da o furico e dizer que é arte kkkkkkkkkkkk

      Excluir
    3. mais um doente querendo jogar a culpa da educação comunista em bolsonaro , voce não tem tratamento , se mata cara !

      Excluir
  2. Lá vem esse jornais ridiculos colocara a culpa em videogames.

    Esses mesninso , são dois malucos e fizeram o atentado,por que queriam matar geral,não use outras coisas como bode expiatorio,para torna-los vitimas

    ResponderExcluir
  3. Nossa :( a mente dele foi muito afetada cara,p ele fazer isso...

    ResponderExcluir
  4. TUDO MENTE FRACA, BANDO DE VAGABUNDOS, ISSO NÃO JUSTIFICA NÃO, É PORQUE TEM O ESPIRITO RUIM MESMO, O QUE É BOM NESTA HISTORIA É QUE JÁ ESTÃO NO INFERNO, JA QUE QUERIAM MATAR, PQ NÃO FORAM NA FAVELA DA CIDADE E ABRIRAM FOGO CONTRA OS COMPARSAS.

    ResponderExcluir
  5. Pessoas com um mente fragilizada podem ser influenciadas por qualquer coisa, se não fossem os jogos seriam os filmes, séries e até as novelinhas da globo. Não culpem os jogos, jogos tem recomendação de idade que na teoria deveriam ser avaliado pelos pais. Pais omissos, famílias desestruturadas que criam monstros abandonam nas escolas, pessoas que se casam, traem e se separam sem o mínimo pesar, esses sim são os culpados ou apenas uma pessoa com a mente doente e que não recebeu a devida atenção.

    ResponderExcluir
  6. Pois é, o que mais tem por aí são crianças criadas pelos avós, pois os pais geralmente são viciados em drogas. Os avós em contrapartida não sabem analisar a situação como deveriam e se acham pais novamente aceitando a situação, assim são coniventes com a irresponsabilidades dos pais, se é que podemos chamá-los assim.

    ResponderExcluir
  7. Itabuna tá cheia de vagabundo que se diz pai, nunca foi visto na rua com um saco de pão. Mas ainda assim as vagabundas se vangloriam desses elementos.

    ResponderExcluir
  8. Acontece em todo o mundo mas aqui no Brasil, são fruto exatamente do diz a matéria, pais irresponsáveis, usuários de drogas, sem nenhuma capacidade para se tornarem pais, deixam os filhos escorados nos outros, os avós são os primeiros a se fuderem.

    ResponderExcluir
  9. Pais irresponsáveis + uso de drogas = receita para o fracasso.

    ResponderExcluir
  10. Filhos criados sem os pais, levam consigo trauma pelo resto da vida.

    ResponderExcluir
  11. Avós que criam seus netos como se fossem os pais, acabam prejudicando a formação da criança, não é por acaso que tornan-se profissionais frustados, o excesso de consentimento sem negação para as coisa fúteis formam pessoas fúteis, verdadeiros imbecis.

    ResponderExcluir
  12. Historia pra boi dormir

    ResponderExcluir